Oboé

Mais informações

Descrição

Instrumento feito de ébano com tubo cônico e tocado com palheta dupla. Possui três seções: junção superior (incluindo o compartimento da palheta), junção inferior e a campana (pouco alargada). Entre as seções e na extremidade inferior da campana existem anéis onde a madeira tem cor branca. Mecanismo de chaves formado por seis orifícios e doze chaves. O instrumento não é transpositor. O exemplar do museu não possui palheta.

Para saber mais

O oboé se originou provavelmente a partir do desenvolvimento da charamela e do hautbois. Existe grande proximidade histórica entre esses dois últimos instrumentos, o termo “hautbois” que quer dizer madeira alta, comprida ou dura, foi aplicada na França e na Inglaterra à várias charamelas pequenas. A charamela é um instrumento de madeira com tubo cônico, seis orifícios e sem chaves, tocado com palheta dupla; esta é presa a uma espécie de disco posicionado na extremidade superior do instrumento chamado de pirouette. Ainda existem muitas controvérsias a respeito da evolução da charamela para o oboé, provavelmente as mudanças ocorridas na charamela durante o século XVII deram origem a um novo instrumento denominado de hautbois que possuía de duas a três chaves e extensão de duas oitavas. O hautbois passou por diversas modificações como o estreitamento do tubo, os orifícios tornaram-se menores e no início do século XIX foram adicionadas oito chaves. Em meados do século XIX o hautbois estruturou-se de maneira muito próxima ao oboé que conhecemos atualmente, e ainda nesse mesmo século Josef Sellner criou um oboé com treze chaves. Este exemplar do museu pertence ao final do período Barroco.

Dados gerais [classificação e nomes adicionais]

422.112 Oboés individuais com tubo cônico, com orifícios

Dados do exemplar [este item em específico]

mvim_dc_ae_0063

sec. XVIII

C= 62cm L= 6,3cm

Inscrição de origem na parte da frente do primeiro segmento: “FORTUNATO VINATIERE” e “A. TORINO”. Inscrição de origem na parte da frente do segundo segmento: “A. TORINO”. Inscrição de origem na parte da frente da campana: “FORTUNATO VINATIERE”.

Não determinada

MIDC/EM/UFRJ Aerofones 422.1 I6 Prat.23

Bibliografia

ALMEIDA, 1994.
BERKLEY, 2009.
BETHENCOURT; BORDAS; CANO; CARVAJAL; SOUZA; DIAS; LUENGO; PALACIUS; PIQUER, ROCHA, RODRIGUEZ; RUBIALES; RUIZ, 2012.
Consultoria de Thiago Neves (2014)
DOURADO, 2004.
SADIE, 1994.
BRANDÃO, 2013.
ROLLA, 1974.
SOARES, 1990.
YOUTUBE, 2014.