Kena

Mais informações

Descrição

Flauta feita de bambu e formada por uma única peça. Possui seis orifícios: cinco na parte da frente do instrumento e um na parte de trás destinado ao polegar. O instrumento possui uma extensão de mais ou menos três oitavas. Para tocar o executante sopra encostando o lábio inferior diretamente na borda externa da extremidade da flauta onde existe um entalhe.

Para saber mais

A kena é um instrumento da América do Sul comum na Bolívia, Peru, norte do Chile, norte da Argentina, Equador, Colômbia, Venezuela e nas Guianas. O termo kena provavelmente deriva do nome kena-kena que quer dizer flauta feita a partir do entalhe da cana, este instrumento é conhecido desde o século XVI. Porém, kenas feitas de osso e argila datadas de 900 a.C. foram achadas em sítios no Peru, indicando que a presença do instrumento na cultura andina é ainda mais antiga. A kena é bastante presente em celebrações de Carnaval. Em muitas cidades pequenas e áreas rurais do sul dos Andes e em festivais agrários ou patronais, nos meses secos do inverno, a kena é geralmente acompanhada por tambores.

Dados gerais [classificação e nomes adicionais]

421.111.12 Flautas retas individuais com furos

Quena (Fonte: BASE MINERVA, 2014)

Dados do exemplar [este item em específico]

mvim_dc_ae_0065

sec. XX d.c.

C=33cm D=1,7cm

Inscrição posterior escrita à lápis no corpo do instrumento: "QUENA SIN PINTAR"

Não determinada

MIDC/EM/UFRJ Aerofones 421.2 I1 Prat. 20

Bibliografia

BASE MINERVA, 2014.
BETHENCOURT; BORDAS; CANO; CARVAJAL; SOUZA; DIAS; LUENGO; PALACIUS; PIQUER, ROCHA, RODRIGUEZ; RUBIALES; RUIZ, 2012.
BRANDÃO, 2013.
GROVE MUSIC ONLINE, 2014.
MIMO, 2014.
RANDEL, 1986.
SADIE, 1994.