Flauta de pã

Mais informações

Descrição

Instrumento feito de cana, com doze tubos de comprimentos diferentes. Estes tubos são unidos uns aos outros, por três cordas finas feitas de fibra vegetal, e organizados do maior para o menor. As extremidades inferiores do instrumento são fechadas. Para tocar, o instrumentista sopra nas extremidades superiores abertas. Cada tubo gera uma nota, quando o sopro é mais forte é gerado um harmônico superior adicional. Para executar semitons o instrumentista vira levemente a flauta para fora. O catálogo do Museu Delgado de Carvalho, feito em 1905, menciona que os tubos foram cobertos por uma massa e depois pintados de azul, verde, vermelho e dourado. Atualmente esta massa e pinturas não existem mais, restando apenas alguns vestígios desta configuração anterior.

Para saber mais

Na Europa, as mais antigas flautas de Pã foram encontradas na Itália e datam dos séculos V e VI a.C. Elas eram comuns entre os gregos e os etruscos, que as consideravam um instrumento pastoril de baixo valor. Atualmente as flautas de Pã são instrumentos importantes na música folclórica da Romênia, Birmânia, Oceania (principalmente nas Ilhas Salomão) e dos países andinos da América do Sul. Nos países sul-americanos os tubos das flautas de Pã chegam a um metro ou mais de comprimento e podem ser organizados em duas ou três fileiras, sendo cada uma tocada por um par de músicos.

Dados gerais [classificação e nomes adicionais]

421.112.2 Flautas de Pã fechadas

Hattong (Fonte: MIGUEZ, 1890-1895), siku (Fonte: MIMO, 2014)

Dados do exemplar [este item em específico]

mvim_dc_ae_0059

sec. XIX d.c.

,

C=19,5cm L=14cm

Inscrição posterior: etiqueta colada com número e nome do catálogo de 1905 "N. 40 – HATTONG"

Doação de João Baptista da Motta e Rodolfo Bernadelli

MIDC/EM/UFRJ Aerofones 421.112.12 I2 Prat. 20

Bibliografia

ALMEIDA, 1994.
BASE MINERVA, 2014.
BERKLEY, 2009.
BETHENCOURT; BORDAS; CANO; CARVAJAL; SOUZA; DIAS; LUENGO; PALACIUS; PIQUER, ROCHA, RODRIGUEZ; RUBIALES; RUIZ, 2012.
BRAGA, 1973.
BRANDÂO, 2013.
CARVALHO, 1905.
MIGUEZ, 1890-1895.
MIMO, 2014.
MUSEU DA MÚSICA PT, 2014.
ROLLA, 1974.
SOARES, 1990.