Cencerro

 

Mais informações

Descrição

Espécie de sino que normalmente é pendurado no pescoço de um animal, mas que também pode ser utilizado como instrumento musical. O exemplar do Museu é feito de metal, tem tamanho pequeno e não possui badalo. Na parte superior do instrumento existe uma peça para fixá-lo na estante do instrumentista. O instrumento pode gerar diversas alturas a partir de diferentes articulações. Para tocar, o instrumentista percute o instrumento com uma baqueta. O exemplar do Museu não possui baqueta.

Para saber mais

Este instrumento pode apresentar-se com ou sem badalo. Originalmente é pendurado no pescoço do animal para identificação. Há uma diversidade de tamanhos: cencerro pequeno, cencerro médio ou cencerro grande, o que influencia diretamente na tessitura. O exemplar que o Museu possui é sem badalo e de tamanho pequeno, contendo uma peça inclusa para fixá-lo em uma estante própria. De acordo com o princípio da melódica percussiva, é possível obter-se uma diversificação de alturas, devido ao modo de articular. Foi utilizado na música orquestral por Darius Milhaud, George Gershwin, Leonard Bernstein e Pierre Boulez, entre outros.
Texto escrito pelo professor de percussão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Pedro Sá.

Dados gerais [classificação e nomes adicionais]

111.2 Idiofones diretamente percutidos (não entrechocados)

Sino de vaca sem badalo, cowbell (Fonte: Pedro Sá, professor de percussão da /UFRJ)

Dados do exemplar [este item em específico]

mvim_dc_id_0093

Não determinada

C=13cm L=8cm A=7cm

Sem marcas e inscrições

Não determinada

MIDC/EM/UFRJ 111.2 I3 Prat.2

Bibliografia

BETHENCOURT; BORDAS; CANO; CARVAJAL; SOUZA; DIAS; LUENGO; PALACIUS; PIQUER, ROCHA, RODRIGUEZ; RUBIALES; RUIZ, 2012.
BRANDÃO, 2013.
PEDRO SÁ, 2014.