Banjo

Mais informações

Descrição

Instrumento de cordas com caixa de ressonância circular formada por um aro de metal e por uma membrana presa com parafusos ao aro, sendo as costas do instrumento livres. O braço é feito de jacarandá com 16 trastes. A cabeça do instrumento possui quatro cravelhas e há uma quinta cravelha no braço. As cravelhas, pestana, cavalete e estandarte são feitos de marfim. Seu tamanho é de banjo tenor, mas a cravelha no braço é típica dos banjos modernos de bluegrass. Possui cinco cordas com afinação: mi2-lá2-sol2-sol#2-si2. Atualmente o método mais comum para se tocar o banjo é a técnica tangida. Também é comum a utilização de plectros para o polegar e para o primeiro e segundo dedos. Estes plectros facilitam a execução do instrumento e criam um som particularmente definido.

Para saber mais

O banjo é um instrumento de cordas dedilhadas com braço comprido e tampo harmônico circular feito de pergaminho, couro, ou, atualmente, de plástico. Este tampo é firmemente esticado e sobre ele é posicionado o cavalete que é pressionado pelas cordas. O instrumento tem grande popularidade. Em sua forma moderna, normalmente, possui trastes alteados e cinco cordas, sendo quatro cordas, geralmente, feitas de metal e uma quinta corda mais curta atada a uma cravelha que fica no braço. Existe também o banjo tenor com quatro cordas e tocado com palheta. Os banjos mais antigos foram trazidos pelos escravos da África para os EUA e para as Ilhas do Caribe. O instrumento moderno tomou a sua forma durante a primeira metade do século XIX, principalmente por meio do trabalho de instrumentistas como J.W.Sweeney e Dan Emmett. Por volta de 1870, o banjo passou a ser cada vez mais conhecido nos EUA como instrumento elegante de salão para música popular. No início do século XX, o banjo tenor, de quatro cordas e com trastes, superou o modelo de cinco cordas em popularidade, particularmente no jazz e nas bandas de dança. Neste período também foram produzidos instrumentos híbridos como os banjos ukulele de quatro cordas. A tradição do banjo de cinco cordas foi preservada no Sul dos EUA por instrumentistas como Pete Steele e, depois da Segunda Guerra Mundial, retomada por instrumentistas como Peter Seeger e especialmente Earl Scruggs, que com sua técnica virtuosística de três dedos tornou o banjo um importante instrumento no bluegrass.

Dados gerais [classificação e nomes adicionais]

321.312 Alaúdes de braço espetado em forma de caixa

Dados do exemplar [este item em específico]

mvim_dc_co_0004

sec. XX d.c.

, , ,

C=86cm L=29cm A=7cm

Inscrições de origem: posicionadas na barra metálica que atravessa a caixa de ressonância, placa metálica "THE NELSON CHICAGO MUSIC CO. 195&197 WABASH AVE. CHICAGO." e inscrição na madeira "H.C. NELSEN MAKER CHICAGO".

Doação de João Baptista da Motta e Rodolfo Bernadelli

MIDC/EM/UFRJ 321.3 I17 Prat. 12

Bibliografia

ALMEIDA, 1994.
BASE MINERVA, 2014.
BETHENCOURT; BORDAS; CANO; CARVAJAL; SOUZA; DIAS; LUENGO; PALACIUS; PIQUER, ROCHA, RODRIGUEZ; RUBIALES; RUIZ, 2012.
BERKLEY, 2009.
BRAGA, 1973.
BRANDÃO, 2013.
CARVALHO, 1905.
MIGUEZ, 1890-1895.
MIMO, 2014.
RANDEL, 1986.
SADIE, 1994.
ROLLA, 1974.
SOARES, 1990.
YOUTUBE, 2014.